Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Hortelã Pimenta

Hortelã Pimenta

28
Jan19

2018


Constança

Uma das coisas que me mais
prazer me deu ter feito em 2018, foi reencontrar-me com o passado,  reencontrar-me a mim própria.
Voltei a um, aparentemente, insignificante lugar, dos mais importantes da minha vida, reencontrei pessoas que, sabendo ou não, fizeram de mim a pessoa que sou hoje, passados 30 anos de me ter lançado no meu próprio caminho, conhecer outras pessoas, outros lugares. Na adolescência da vida temos de abrir as asas e voar, deixar alguns daqueles irmãos de crescimento, que não são sangue do nosso sangue.
2018 foi um ano de tantas mudanças e provações, que este regresso ao passado, à minha essência, não podia deixar ter o maior sentido. Percebi que eu ainda estou lá para mim, sempre que for preciso.
Aquele lugar e aquelas pessoas foram de encontro à minha teoria de que, não temos que viver no passado, mas temos que manter o passado vivo em nós. Não podemos esquecer que foi ele que nos fez, que nos construiu.
Cada lugar por onde passei e cada pessoa que, na sua singularidade, por mim passou, fez aquela miúda crescer e tornar-se naquilo que hoje sou. O nosso interior é feito de gentes e sítios. É feito de memórias que nunca se apagam, quer nos lembremos ou não.

Emoji_222706.png

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D